Videohisteroscopia

A vídeo-histeroscopia é um procedimento ginecológico que tem a função de olhar dentro do útero possibilitando avaliar e tratar doenças ou alterações internas da cavidade uterina. Usa-se um fino sistema ótico que passa pela vagina e pelo orifício externo do colo uterino e chega à cavidade endometrial (Uterina). Neste trajeto faz-se o diagnóstico preciso da integridade anatômica do canal cervical, endométrio e cavidade uterina. É um método que pode ser utilizado em todas as fases da vida das mulheres servindo para o esclarecimento de sintomas relacionados aos distúrbios do fluxo menstrual (hemorragias uterinas) e achados anormais encontrados na ultra-sonografia ginecológica (transvaginal). Dessa forma, qualquer lesão que se localize dentro do útero pode ser melhor avaliada, com visões mais satisfatória que a tomografia computadorizada, ressonância magnética, ultra-sonografia, histerosalpingografia, histerossonografia. Este procedimento afasta a necessidade de curetagem uterina, podendo aformar que é impossível o estudo da cavidade uterina sem o uso da videohisteroscopia.

Video-Histeroscopia

É um procedimento para avaliar a integridade da cavidade uterina desde o canal endocervical até o fundo uterino onde se localizam os osteos tubários (saídas das trompas). Pode ser realizada em ambiente ambulatorial ou cirúrgico, com ou sem o uso de anestésicos. Porem com anestesia além de indolor permite uma melhores condições de avaliação. Facilita biopsia dirigida para o esclarecimento anátomo-patológico da lesão ou avaliação hormonal do endométrio.

Em mulheres laqueadas, pós menopausa ou que usam métodos de contracepção pode-se realizar o procedimento em qualquer fase do ciclo, desde que não apresentem sangramento importante no dia do exame. Para as mulheres que não estão usando métodos anticonceptivos e melhor realizar após o fluxo menstrual.

Na Clínica Vita, por motivos de segurança realizamos todas as videohisteroscopias com uso de anestesia tipo sedação para minimizar qualquer desconforto, ou dor que o exame possa ter. Isto traduz em um exame completamente indolor. Após o exame orientamos que um pequeno sangramento é comum.

A duração do exame não excede 5 minutos após completa preparação da paciente na mesa ginecológica, assepsia e anestesia.

Indicações:

- Sangramento Uterinos Anormais – Todo sangramento que foge do padrão menstrual normal deve ser investigado por histeroscopia.
- Infertilidade – Investigar o fator uterino em mulheres inférteis, sendo que é rotina em muitos serviços prévia a realização de fertilização assistida, uma vez que e neste local (endométrio) que se tem a implantação e desenvolvimento do embrião;
- Diagnóstico dos espessamentos endometriais de achados ultra-sonográficos ou de hiperplasias endometriais;
- Abortamentos de repetição para avaliação de possíveis defeitos uterinos
- Diagnósticos de miomas sub-mucosos;
- Diagnóstico de pólipos endometriais e endocervicais;
- Diagnóstico e estadiamento de câncer de endométrio;
- Identificação e localização de restos ovulares;
- Diagnóstico de sinéquias (aderências) intra uterinas;
- Localização de corpos estranhos (DIU, Metaplasia Óssea, Fios de sutura);
- Orientar biopsias de lesões intra cavitarias;
- Endometrites (infecções intra uterina).
TOP